Exibindo: 150 RESULTADOS
Américas Artigos

O Acordo de Escazú: democratizando a governança climática e ambiental latino-americana

Na América Latina, conflitos socioambientais geralmente ocorrem devido a existência de incompatibilidades quanto ao manejo de recursos naturais como a água, a terra e as florestas. O nível de desigualdade na região se traduz na escassez de oportunidades para que grupos historicamente marginalizados tenham acesso à informação, à participação nas instâncias democráticas e à justiça …

Américas Regionalismo

A integração latino-americana sob a perspectiva da Teoria Marxista da Dependência

Nascida na década de 1970 a partir da crítica ao desenvolvimentismo estruturalista da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) [1], a Teoria Marxista da Dependência (TMD) considera o subdesenvolvimento como um fenômeno dialético ao próprio desenvolvimento, sendo a dependência a razão para o subdesenvolvimento e não o oposto [2]. Ou seja, …

Américas Regionalismo

Eleições bolivianas e a observação eleitoral

A praça Murillo, em La Paz, abriga os palácios do Legislativo (à esquerda) e do Executivo (à direita) Créditos da imagem: https://www.flickr.com/photos/ru_boff/14689720998 Há um entendimento comum de que eleições regulares são uma das características de regimes democráticos (Cheibub, Gandhi e Vreeland 2010). Entretanto, as eleições podem ser questionadas pelos atores políticos, cabendo à comunidade internacional …

Américas Artigos

OPEU: USMCA ENTROU EM VIGOR. E AGORA?

Imagem por OPEU Nesta semana a Professora Coordenadora do Observatório de Regionalismo em conjunto com Angelo Raphael Mattos discutiram a entrada em vigor do tratado que substituiu a Área de Livre Comércio Norte-Americana (NAFTA) no site do Observatório Político dos Estados Unidos (OPEU). O UMSCA, ou United States-Mexico-Canada Agreement, representou mudanças significativas à relação entre México, …

Américas Artigos

A fragilidade dos procedimentos para uma eventual saída do Mercosul

Fonte de Imagem: Divulgação/Senado Federal ___________________________________________ O tratamento do governo Bolsonaro em relação ao Mercosul sempre marginalizou o bloco regional em sua política externa. Logo após a eleição, o Ministro da Economia Paulo Guedes afirmou que este não era prioridade, pois era muito restritivo e tinha “inclinações bolivarianas”[1]. Com o passar do tempo, uma eventual …